Humor na Pregação é Válido?

claudio-duarte

Sei que o assunto é um pouco polêmico e que beira muitas vezes nos extremos. Existem aqueles que adoram piadas nas pregações e existem aqueles também que não suportam o menor traço de humor na mensagem. Por isso tentarei trazer uma análise cuidadosa sobre o tema abordando os aspectos positivos e negativos afim de que cheguemos a alguma conclusão.

O homem pós-moderno diferente do homem medieval não tem aptidão para concentração, disciplina e audição. Ele está acostumado como o cinema, com a televisão, com o You Tube, com a Netflix e outros. Ele gosta mesmo é de imagens, show, efeitos visuais e sonoros e entretenimento. Por isso sentar para ouvir uma pessoa falar durante cerca de 40 minutos não é algo fácil para ele e acaba assim não se concentrando na pregação.

Dessa forma, a pregação com um toque de humor pode ser uma solução para o problema. Pregadores engraçados conseguem chamar e prender a atenção das pessoas. Uma das referências nesse tipo de pregação hoje é o pastor Cláudio Duarte. Suas mensagens costumam agradar bastante o público. Seu jeito engraçado e bem humorado faz com que as pessoas fiquem atentas do inicio ao fim da pregação absorvendo melhor o conteúdo.

Outro aspecto positivo da pregação com um toque de humor é que ela é ótima para alcançar o público jovem. Se concentração, disciplina e audição não são características  dos adultos muito menos são dos jovens e adolescentes. Pregar para jovens é mais difícil do que pregar para qualquer tipo de público, mas geralmente a pregação com um toque de humor funciona bastante para envolvê-los na ministração.

O problema da pregação com um toque de humor começa quando esse elemento de humor deixa de ser um ”toque” para se tornar um exagero. Existem algumas mensagens de pregadores atuais que a exposição bíblica é deixada totalmente de lado para dar lugar a piadas sem fim. Lembremos que nada pode substituir a pregação e o ensino da palavra de Deus. O humor é apenas para atrair e não para ser o foco.

Aliás muitas vezes o pregador começa a contar historias e piadas sem fim para mascarar uma total falta de preparo. Não orou, não estudou e nem pesquisou antes de pregar. A apelação é tanta que as vezes suas piadas se tornam até impróprias para o ambiente. Piadas sexualizadas, por exemplo, demonstram uma total irreverência para com o lugar de adoração e louvor a Deus.

Portanto, não sejamos chatos implicando com o pregador só porque ele faz algumas piadas enquanto prega, porém não aceitemos que a exposição do texto ou tema bíblico não seja bem feita. Se você é um pregador tenha consciência que quando você está no púlpito você é boca de Deus para aquelas vidas. Brinque e conte piadas se quiser, mas cumpra seu papel de mensageiro de Deus.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s